O tempo todo estamos lidando com a escolha de cores: na hora de nos vestir, comprar algo ou decorar a casa, por exemplo. Mas, você sabe qual a relação entre cor e identidade visual na odontologia? E, ainda, como essa escolha pode ajudar a atrair mais pacientes ou diferenciar a sua marca?

Se você nunca parou para pensar sobre isso, e não tem ideia se as cores do seu logotipo estão trabalhando a favor do seu consultório, continue a leitura e saiba mais!

Cor e identidade visual na odontologia: qual a relação?

Você já imaginou que as cores têm influência no nosso cérebro, ajudando a despertar emoções e sensações? Pois é justamente isso o que a psicologia das cores estuda – e por essa razão que tantas empresas se preocupam com a escolha das tonalidades adequadas para as suas comunicações visuais e até para a decoração dos seus escritórios e lojas.

Assim, se você optar por tonalidades que sejam destoantes da imagem que você deseja transmitir, poderá acabar repelindo as pessoas ao invés de atraí-las para o seu consultório. Ou ainda passando uma imagem errônea sobre os tipos de serviço que você presta e até a sobre a sua capacidade profissional.

Mas, então, como definir corretamente as cores para o meu logotipo? Primeiro, é preciso entender o que cada tonalidade desperta, e depois analisar muito bem a mensagem que você deseja transmitir, os seus diferenciais e quem forma o seu público-alvo.

Ainda não acredita muito no poder das cores? Pense na Ferrari. O vermelho característico da marca é identificado pelo público mesmo de longe: quando um carro vermelho passa na pista ou entra nos boxes, imediatamente conseguimos identificar quem é a equipe. E o mesmo acontece na hora de comprar os produtos da marca.

A escolha do vermelho pela escuderia italiana não foi por acaso, já que com essa cor a empresa transmite sentimentos como: dinamismo, virilidade, sexualidade e masculinidade. Sensações bastante próprias para carros de corrida, não é mesmo?

Como escolher as melhores cores para meu logotipo?

Bom, como dissemos, é preciso que você:

  • saiba as sensações e sentimentos que as cores transmitem;
  • entenda os diferenciais da sua marca e os sentimentos que deseja associar a ela;
  • compreenda quem forma o seu público-alvo e o que essas pessoas desejam.

Para isso, vamos começar entendendo um pouco mais do significado das cores costumeiramente usadas em logotipos para dentistas.

Azul

Essa tonalidade é identificada pelo córtex pré-frontal. Se for usado o azul escuro, se relaciona a sentimentos de poder, já os tons mais claros trazem uma sensação de higiene e frescor.

Além disso, o azul está muito ligado ao sucesso profissional e à produtividade, sendo, por isso, recomendada para quem trabalha com público adulto. Essa tonalidade consegue despertar segurança nas pessoas e faz com que elas confiem na marca.

São tonalidades da mesma família: ciano, turquesa, azul-bebê, safira, azul-celeste e azul da prússia.

Verde

Também é reconhecida pelo córtex pré-frontal e está associada ao pensamento abstrato e criativo, às decisões e às conexões emocionais. Normalmente, o verde desperta nas pessoas sensações de harmonia e frescor, e ainda consegue reforçar ideias de ponderação e coerência.

Está muito relacionado à saúde e ao bem-estar e é uma das cores favoritas tanto de homens, como de mulheres. Nas paredes dos ambientes, ajuda a promover uma sensação de paz e tranquilidade, criando um espaço acolhedor.

São cores da mesma família: esmeralda, verde-mar, abacate, verde-bandeira, musgo e menta.

Amarelo

É reconhecido pela área de recompensa do nosso cérebro. Essa é uma cor positiva, descontraída e amigável. Quando combinada com outras cores pode ajudar a transmitir mais credibilidade e transparência nas negociações.

O amarelo é considerado pelas pessoas uma cor estimulante, feliz e acolhedora, sendo ideal para quem deseja proporcionar mais criatividade e comunicação. Pode ser aplicada no caso de dentistas que trabalhem com um público mais jovem, como os adolescentes.

São tonalidades da mesma família: creme, ouro, citrino, âmbar e mostarda.

Roxo

A parte responsável por interpretar essa cor é o polo frontal, por isso, o roxo está ligado ao pensamento abstrato e ao planejamento de ações. Além disso, ainda transmite sensações de calma, sensatez, riqueza, nobreza, sucesso e sabedoria. Essa é a segunda cor preferida pelas mulheres.

Pode ser aplicada em marcas que desejam transmitir criatividade e também luxuosidade, como no caso de dentistas que trabalham com a parte estética, por exemplo.

São da mesma família: uva, orquídea, púrpura, ameixa e berinjela.

Vermelho

No nosso cérebro, essa cor ativa a estrutura ligada ao prazer e por isso se relaciona a sentimentos como virilidade, dinamismo, sexualidade e masculinidade. Também pode representar força, sentimentos de urgência e de paixão.

São da mesma família: cereja, terracota, carmim, coral, castanho e bordô.

Laranja

Assim como o amarelo, é interpretado pelo nosso cérebro pelo sistema de recompensa. Representa a expansão, o dinamismo, a mudança, a alegria e também a modernidade, sendo por isso recomendada para marcas que desejam passar sensações de pioneirismo e dinamismo, por exemplo consultórios que trabalham com tecnologias de ponta.

São tonalidades próximas: ouro, tangerina, pêssego, cenoura e chama.

Aplicando esses conhecimentos a sua marca de odontologia

Agora que você já sabe o que significam os principais tons usados pelas marcas, pense um pouco sobre o seu negócio, os sentimentos que deseja transmitir e como gostaria que o seu consultório fosse reconhecido pelos seus pacientes.

Se a sua marca fosse uma pessoa, quais características ela teria? Como: modernidade, criatividade, segurança, solidez, entre outros aspectos.

Na sequência, analise quem forma o seu público-alvo e o que essas pessoas esperam da sua empresa. Por exemplo, adolescentes podem querer um consultório mais moderno e despojado, enquanto idosos podem preferir mais solidez. Já quem busca a odontologia estética, deseja encontrar mais luxuosidade e requinte, e assim por diante.

Depois disso, será mais fácil optar pela cor adequada a sua identidade visual.

É claro que, para transmitir tudo isso, é indispensável que os outros elementos estejam em harmonia, como tipografia, desenho do logotipo, etc. Por isso, a dica é sempre buscar ajuda profissional.

Gostou de saber mais sobre a relação entre cor e identidade visual na odontologia? Se você ainda tem alguma dúvida, é só deixar um comentário pra gente!